Coronavírus, o que muda no Marketing em meio a essa Epidemia

O tema Coronavírus invadiu os noticiários e não tem uma roda de conversa entre amigos e familiares que esse tema não apareça.

Com isso vem a dúvida, como manter nossa rotina de vendas e marketing diante desse avalanche?

  • Devemos manter a comunicação de emails, posts nas mídias sociais e todos os outros canais como nada tivesse acontecendo?
  • Ou devemos mudar alguma coisa?
  • Reduzir a frequência de envios?
  • Tentar associar nosso conteúdo ao Coronavírus?
  • Isso seria visto como oportunismo pelo mercado?

É o que comentamos bastante sobre a Automação de Marketing, que é necessário um botão de pause quando um tema como esse preenche a mídia.

Ao tentar responder a essas perguntas não queremos que aconteça o mesmo que vem acontecendo com algumas marcas que perderam a mão na comunicação durante o surto do Coronavírus.

Como o que aconteceu com a KFC que precisou pausar as pressas uma campanha que mostra todo mundo lambendo os dedos.

Muitas empresas estão pausando seus comerciais para que não sejam pegas por falta de timing, outras como Nike e Apple, estão fechando as lojas em vários países, outras como Starbucks solicitando para comprar e ir embora.

Do ponto de vista de comunicação de email temos vistos muitas empresas compartilharem:

Suas políticas de Home Office

Email sobre a suspensão dos serviços

Eventbrite com email dando apoio a comunidade

A constante são empresas usando o canal email para mostrar as ações que estão tomando diante do surto. Como o atendimento aos funcionários, fornecedores e parceiros estão sendo organizado.

O que foge a regra é o Tony Robbins com uma copy projetando o cenário daqui 1 ano. Quando tudo estiver passado, o que você estará fazendo, procurando se desprender do cenario atual.

O MIT lançou um sistema de alertas por email para avisar sobre o avanço da epidemia.

Em muitos casos parece que o silêncio foi o caminho adotado, não apenas o da cerveja Corona mas de todos.

Manter a comunicação como nada estivesse acontecendo parece que não está sendo o caminho adotado por muitos.

A nossa estratégia será filtrar os contatos mais aquecidos no nosso funil, e evitar ao máximo atividades em lote, focar em contato um a um até pra escutar a objeções que os clientes farão nesse período.

E você na sua empresa? Você pretende mudar alguma coisa nas suas campanhas de email nesse período?

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *